23

set

CAIXA: Edital para 2º grau até dezembro! Saiba o que estudar

Com o anúncio da realização de um novo concurso para técnico bancário da Caixa Econômica Federal, muitos candidatos renovaram o interesse em trabalhar em um dos maiores bancos do Brasil. Dessa forma, especialistas na área aconselham que os estudos já sejam iniciados (leia matéria abaixo). Segundo o representante da Diretoria Executiva de Gestão de Pessoas e Gerente Nacional de Remuneração e Benefícios da Caixa, Salomão Azulay, o edital está previsto para sair até dezembro deste ano. No entanto, a Assessoria de Imprensa da Caixa informou que o documento deverá ser divulgado até o início de 2014.

O cargo de técnico bancário, de nível médio, tem remuneração inicial de R$2.715,04, sendo R$1.875 de vencimento base, R$472,12 de auxílio-alimentação/refeição e R$367,92 de cesta-alimentação. Além disso, o banco oferece diversos benefícios, como planos de saúde, odontológico e previdenciário, entre outros. De acordo com Azulay, dos 63 benefícios, 22 são legais, e os demais, iniciativa da empresa. Apesar de haver uma possível reformulação no conteúdo das provas, o gerente disse que o básico será mantido, como Português, Matemática, Sistema Financeiro e redação. A última seleção para técnico foi realizada em 2012, organizada pela Fundação Cesgranrio.

Os participantes foram submetidos a redação e a exame objetivo, que contou com questões de Português, Matemática, Atualidades, Ética, Atendimento, História e Estatuto da Caixa e Legislação Específica, além de Conhecimentos Específicos (Conhecimentos Bancários e Noções de Informática). Na ocasião também houve oportunidades para a área de Tecnologia da Informação e, nesse caso, foram cobradas as disciplinas de Tecnologia da Informação e Conhecimentos Bancários II na parte específica. Ainda não foi informado se o novo concurso contemplará também essa área.

Mas a assessoria confirmou que, além da função de técnico bancário, o concurso contemplará carreiras profissionais. É provável que haja chances para advogado, arquiteto e engenheiro, mesmos cargos da última seleção, de 2012, cuja validade vai até 8 julho do ano que vem. Nesse caso, a remuneração, referente a oito horas diárias de trabalho, é de R$8.285,04, incluindo os auxílios. Até o dia 16 de setembro a Caixa convocou 16.166 aprovados no concurso para técnico bancário de 2012, dos quais 12.021 já foram admitidos. No Rio de Janeiro, foram feitas 969 admissões, sendo 538 no polo da capital e 402 no do interior. Ainda há 50.131 candidatos disponíveis no cadastro de reserva, sendo 3.551 no Rio. A seleção tem validade até 14 de junho do ano que vem.

Além disso, o Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest), vinculado ao Ministério do Planejamento, autorizou, em julho, a Caixa a ampliar o seu quadro de pessoal em mais 15.910 funcionários, até 2015, sendo 6.037 ainda este ano, 4.850 em 2014 e 5.023 em 2015. Esses números poderão ser preenchidos com aprovados nas seleções com validade e na que será aberta.

Especialistas indicam estudo antecipado

Quem pensa em participar do concurso para técnico bancário da Caixa Econômica Federal deve iniciar os estudos o quanto antes, segundo especialistas. Para o gerente de marketing da Degrau Cultural, Fábio Gonçalves, a preparação com antecedência é a fórmula do sucesso. “Não existe prova difícil ou fácil. O que existe é candidato que não se preparou adequadamente e candidato que estudou com antecedência e estava bem preparado para a prova. Portanto, a dica é começar o quanto antes os estudos”, aconselhou.

Para ele, a seleção da Caixa será uma boa oportunidade para construir uma carreira, e deve ser aproveitada. “O banco tem mais de 15 mil contratações confirmadas até 2015 (preenchidas com aprovados nos concursos em validade e o que ainda será realizado). Essa á uma oportunidade única. Quem começar agora terá muito tempo para estudar e estar muito bem preparado até o dia da prova. O estudo com antecedência é que faz toda a diferença”, disse.

O coordenador pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella, também acredita que quanto antes a preparação começar, melhor. “É fundamental estudar com antecedência. O tempo de estudo daqui até o início do ano que vem, quando as provas deverão ser aplicadas, deixa os concorrentes em condições de passar. Se o candidato esperar o edital sair para começar a estudar, não haverá tempo para ver tudo. Vai passar quem estudou mais”. De acordo com ele, esse período vai fazer com que seja possível que todos os conteúdos sejam vistos. “Por enquanto, os interessados devem estudar os pontos básicos; quando a organizadora for definida, o ideal será preparar-se conforme o estilo da banca e, quando o edital for publicado, bastará cuidar das diferenças, as possíveis novidades e os conteúdos que não foram vistos”, sugeriu.

Para Paulo Estrella, apesar de haver a possibilidade de mudanças no programa, o último edital (2012) é a principal fonte de estudo. “A melhor referência é o último concurso. Pelo menos, as disciplinas básicas deverão ser mantidas, não tem como jogar fora, como Código do Consumidor, Português, Conhecimentos Bancários e Estatuto da Caixa. Além disso, trabalhar na área financeira exige o conhecimento de Matemática Financeira. O que não pode acontecer agora é o candidato estudar pontos que não costumam cair ou não têm nada a ver com o banco”, observou.

Fábio Gonçalves complementa que elaborar um cronograma de estudo é muito importante neste momento. “Fazer um quadro de horários é fundamental. Assim, dá para administrar o tempo da vida pessoal e o tempo de estudo. Coloque no quadro tudo o que você tem de fazer na sua vida pessoal que não pode mudar, inclusive exercício físico e lazer, que são essenciais nesse processo. Depois, administre de forma equilibrada o que sobrou para os estudos”, orientou. Segundo ele, o esforço é grande, mas é preciso pensar que será recompennsado. “A Caixa tem um excelente plano de carreira e várias oportunidades internas de ascensão profissional. O salário também é um grande atrativo. Tudo isso faz valer o esforço do candidato para uma preparação mais adequada. As chances são muito grandes de passar nesse concurso.”

Fonte: Folha Dirigida
Compartilhe
  • Orkut
  • Imprimir

Comente

Twitter

Siga-nos!