12

dez

A importância de Conhecimentos Gerais e Atualidades para Concursos Públicos

A maior parte dos Concursos Públicos vem exigindo, Conhecimentos Gerais / Atualidades em seus processos de seleção. Já se foi o tempo em que só eram cobrados conteúdos fáceis, ou duvidosos, o que dava margem a recursos, que visavam anular questões controversas e em alguns casos, a prova inteira, o que onerava as bancas, e abalava a credibilidade e a lisura dos concursos.

Num mundo globalizado, onde prevalece a velocidade das informações, é necessário que estejamos preparados, para as rápidas transformações que ocorrem nos cenários social, político, ambiental, cultural e econômico. É preciso uma dedicação maior, um esforço a mais por parte dos alunos, senão competirão em desigualdade de condições com aqueles que vem estudando a mais tempo essa disciplina, e ficará muito mais difícil lograr êxito nos concursos que prestarem, pois as bancas estão privilegiando o conhecimento e a competência.

As Instituições Públicas e as Empresas Privadas procuram profissionais bem preparados, com domínio de diversas áreas do conhecimento, para o desafio das novas tecnologias, por isso mesmo o nível de exigência é grande, pois querem os melhores para os seus quadros de funcionários.

As pessoas, concursandas ou não, devem estar sempre bem informadas sobre o que acontece no planeta, em todas as esferas, tanto em âmbito nacional, como internacional, até para que possam entender melhor o mundo em que vivem.
Grande parte dos candidatos pensa que Atualidades / Conhecimentos Gerais é uma disciplina fácil, que é só ler um jornal qualquer, ou assistir o noticiário das televisões; só na hora da prova é que acabam sabendo que não é bem assim. Somos o que construímos ao longo de nossa vida escolar e profissional. Nada é fácil, tem muita gente bem preparada, tanto que os principais cursos preparatórios possuem uma boa carga horária para essa disciplina. Os candidatos devem ter um plano de estudo e dividir o seu tempo disponível, entre as disciplinas que serão exigidas, para que possam atingir seu objetivo.

Os principais conteúdos exigidos são:

Globalização e Blocos Econômicos; Organismos de Créditos Multilaterais; Crises Econômicas Mundiais Aspectos Demográficos do Brasil e do Mundo (Crescimento Vegetativo, Pirâmides Etárias, Migrações, Índice de Desenvolvimento Humano, Setores de Atividade Humana, Distribuição da população, população rural, População Urbana, Xenofobia); Relações Internacionais – Terrorismo na Europa, e Focos de Tensão no Mundo (Irã, Paquistão e Afeganistão, Índia, China; Questões e Problemas Ambientais (Protocolo de Montreal, de Kyoto, Conferência das Partes; Efeito Estufa, etc.); Agricultura (agronegócio, hidroponia, cultivos orgânicos, adubos químicos e defensivos agrícolas na contaminação dos solos e mananciais, Aquíferos, Desmatamento e queimadas, etc…); Pecuária; Exploração Mineral (o Pré-Sal, os minerais metálicos e estratégicos…); Transportes, Comércio Exterior; o Painel político-econômico do país; as Principais ONG´S nacionais e internacionais, Artes, Ciências, etc.

É interessante ler uma revista de informação semanal (Veja, Época, Isto É, Le Monde Diplomathique – Brasil, etc.), um bom jornal semanal, e estar antenado nos principais fatos e notícias, sobre diversas áreas. A compra de revistas de Atualidades, Geografia e História à venda nas bancas, é uma opção para quem tem pouco tempo. Sobre o que já ocorreu, é melhor pesquisar os principais fatos e notícias publicadas (Internet, Sites) desde o início do ano.

O meu livro: “Conhecimentos Gerais / Atualidades (Econômicas, Políticas e Sociais para Concursos Públicos”) publicado pela Editora Campus – Elsevier, é uma boa fonte de informação, contendo provas anteriores comentadas por mim, de diversas bancas.

A maneira de estudar é igual às demais, em sala de aula e em casa, e com o tempo o hábito da leitura e do conhecimento acentua-se, influenciando positivamente os familiares

No momento de realização da prova esteja totalmente, concentrado na prova. Esqueça o mundo lá fora! A preparação para um concurso é estafante, pois nos esforçamos e estudamos muito para termos uma chance de passar, mas tão importante quanto o conhecimento específico, é a paciência e a reflexão para que possamos ter êxito em nosso objetivo.

Autor: Lino Pires

Fonte: Folha Dirigida

Compartilhe
  • Orkut
  • Imprimir

Comente

Twitter

Siga-nos!